Renan foi absolvido por 40 a 35, com 6 abstenções

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), escapou do primeiro processo por quebra de decoro parlamentar por 40 votos favoráveis e 35 contra, com seis abstenções. A votação, em plenário do Senado, foi secreta. Ele respondia à acusação de ter despesas pessoais pagas pelo lobista de uma empreiteira. Ele ainda terá de enfrentar mais dois processos no Conselho de Ética da Casa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.