Renan está 'triste, abatido e tenso', diz Edson Lobão

O senador Edson Lobão (DEM-MA), disse que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), está em casa "triste, abatido e tenso". Segundo Lobão, Renan não revelou se apresentará um eventual pedido de licença enquanto responde a processos por falta de decoro parlamentar, conforme comentários que voltaram a circular hoje no Senado. O presidente da Casa não deve comparecer hoje ao seu gabinete.A interlocutores com quem conversou por telefone hoje, Renan contou que está sendo aconselhado por médicos a tirar uma licença de trinta dias para se recuperar da tensão acumulada em quase cinco meses de crise, desde que apareceram as denúncias de que um lobista da empreita Mendes Júnior pagava suas despesas pessoais. Na avaliação de Edson Lobão, a licença "melhora muito a posição de Renan".A líder do PT, Ideli Salvatti (SC), também avalia que uma licença de Renan diminuirá a tensão no ambiente político não só no que se refere ao desfecho do caso Renan como também permitirá a votação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). "A grande maioria do Senado, e não falo só da bancada do PT e dos aliados do governo, como também da oposição, todos querem que ele deixe a presidência mas, na verdade, o sentimento da maioria é no sentido de dar um jeito para que ele saia sem precisar cassá-lo", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.