Renan e Agripino debatem campanha em encontro sigiloso

O presidente do Senado, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), candidato à reeleição, e seu adversário na disputa pela presidência da Casa, senador José Agripino (PFL-RN), terão um encontro sigiloso na noite desta sexta-feira. Segundo parlamentares que participaram da articulação da conversa, os dois senadores vão tentar um acordo de procedimento para a reta final da campanha. A idéia é a de não permitir que se baixe o nível e de evitar denuncismo. Renan, nas conversas reservadas, tem falado da necessidade de não permitir que a eleição se transforme em batalha campal e dificulte as relações políticas. Partidários de sua candidatura estão preocupados com a reta final, porque Agripino promete lançar um manifesto na próxima semana em defesa da independência do Congresso. A preocupação decorre de informações passadas ao PMDB segundo as quais o presidente do PFL, Jorge Bornhausen (SC), e o prefeitos pefelistas de São Paulo, Gilberto Kassab, e do Rio de Janeiro, Cesar Maia, estariam cobrando de Agripino a adoção de uma postura mais agressiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.