Renan diz ser favorável ao voto aberto para cassar senadores

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), defendeu mudanças na Constituição para que a votação dos processos de cassação de parlamentares seja feita por voto aberto, na manhã desta terça-feira.Atualmente, no Senado, a votação é secreta e são necessários os votos de 41 do total de 81 senadores para cassar um senador. Renan observou, no entanto, que o voto secreto deve continuar em outras situações, as quais não especificou."Acho que o voto aberto, em alguns casos, é recomendável. Mas acho que não se pode generalizar, porque aí expõe as pessoas a uma pressão enorme do poder político e econômico, também", disse Renan.A emenda constitucional que institui o voto aberto está na Câmara dos Deputados e o presidente da Casa, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), comprometeu-se junto a integrantes da CPI dos Sanguessugas, que investiga o envolvimento de parlamentares na compra superfaturada de ambulâncias, a colocar a proposta em votação na próxima semana, durante o esforço concentrado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.