Renan diz a Temer que não deixará presidência

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), disse hoje ao presidente nacional do PMDB, deputado Michel Temer (SP), que não mudará de idéia a respeito de permanecer no cargo. "Não tem saída. A não ser ficar", disse Calheiros a Temer, segundo uma fonte. Calheiros e Temer se reuniram hoje para o presidente do Senado justificar a sua insistência em não se afastar, apesar das acusações que sofre de quebra de decoro parlamentar. O presidente do PMDB saiu do encontro preocupado e avaliando que o momento político é grave. "Precisamos dialogar e conversar muito, porque, acima de todas as pessoas, estão as instituições", ponderou. "A autoridade vem da Constituição e da lei, e não do cargo. É preciso perceber isto." E completou: "Daí, a necessidade do diálogo permanente entre todos e entre as instituições, o que, aliás, é determinação constitucional".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.