Renan defende coalizão partidária entre oposição e situação

O presidente do Senado, Renan Calheiros, defendeu nesta terça-feira uma coalizão partidária, entre os partidos de oposição e situação, para votar projetos importantes para o País. "Eu defendo uma coalizão de governo para os partidos que querem participar do governo e uma coalizão de partidos para os que estão impedidos de participar do governo, mas que não podem se negar a participar de uma agenda para o País", disse Renan. "Vamos trabalhar para fazer uma coalizão parlamentar, onde poderemos ter expressivos setores da oposição, em defesa de uma agenda do Brasil, suprapartidária, mas igualmente necessária para contornar estes obstáculos ao desenvolvimento", disse o senador. Renan não avaliou se o PSDB participará dessa união, mas destacou que seria importante a participação de todos. "No senado temos uma correlação de forças muito apertadas e tudo que avançou, avançou sobretudo com participação da oposição", destacou. Ele disse que as medidas em estudo pelo governo para retomar os investimentos são importantes e terão o apoio do Senado no que for necessário. "Urge resolver em caráter definitivo as formas de retomar os investimentos no setor de infra-estrutura", afirmou Renan durante seminário promovido pelo TCU sobre infra-estrutura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.