Adriano Machado|Reuters
Adriano Machado|Reuters

Renan cumpre agenda na presidência do Senado

Peemedebista recebe central sindical no gabinete da Casa

Isabela Bonfim, O Estado de S.Paulo

07 Dezembro 2016 | 15h36

BRASÍLIA - O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) tem atuado nesta tarde de quarta-feira, 7, como presidente do Senado. Ele chegou pouco antes da 15h para compromisso oficial. Enquanto o STF julga o seu afastamento do cargo de presidente, ele recebe centrais sindicais para discutir questões trabalhistas e previdenciárias na sala de audiências da presidência do Senado.

Renan, inclusive, abriu a reunião para imagens e foi fotografado, ao lado do senador Paulo Paim (PT-RS), conduzindo o encontro. 

O peemedebista chegou ao Senado e se dirigiu diretamente para a sala da presidência. Em seguida, Paim conduziu os convidados da central sindical para a mesma sala. Não havia informação, entretanto, de que Renan receberia os convidados. O compromisso não foi anunciado em sua agenda pública que, inclusive, após a decisão de afastamento, não havia sido mais divulgada. 

O peemedebista teria sido orientado por assessores a não ir ao Senado antes da decisão final do julgamento. Entretanto, ele não deu ouvidos ao conselho. 

'Nada demais'. O senador Paulo Paim (PT-RS) disse não ver problemas em que o peemedebista conduza um compromisso oficial, apesar da decisão liminar de afastamento de Renan do cargo. "Não vejo nada demais. Pelo contrário, foi um prestígio ele ouvir o que a sociedade pensa sobre matérias que estão na pauta do Senado", afirmou o senador, que pontuou que o vice-presidente do Senado, Jorge Viana (PT-AC) também participou do encontro. Paim afirma que a reunião foi requisitada por ele mesmo e que Renan e Viana concordaram em participar juntos do encontro.

Mais conteúdo sobre:
Renan CalheirosSTFPaulo Paim

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.