Renan agora diz que vai consultar FAB sobre voo

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), confirmou há pouco, por meio de sua assessoria de imprensa, que vai consultar a Força Aérea Brasileira (FAB) sobre a natureza da viagem que fez a Recife na última quarta-feira, dia 18. Se a FAB interpretar que a viagem teve caráter particular, Renan vai pagar o valor referente ao voo.

DÉBORA ÁLVARES, Agência Estado

21 Dezembro 2013 | 18h17

O senador viajou para a capital de Pernambuco com o objetivo de fazer um implante de cabelo. Ele não tinha compromissos oficiais naquela data. De acordo com dados do site da FAB, o presidente do Senado saiu de Brasília às 22h15 e chegou a seu destino às 23h30. A aeronave levou outros quatro passageiros, provavelmente convidados de Renan, uma vez que não há registros de que o voo tenha sido compartilhado.

O senador informou à FAB que a viagem era "a serviço". O uso da avião da FAB para fins particulares foi revelado hoje pela coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo. Um voo de Brasília para Recife, em avião comercial, na alta temporada, custa no mínimo R$ 1 mil. A FAB ainda não divulgou se Renan também usou a aeronave da Força para retornar de Recife a Maceió, onde tem casa.

Mais conteúdo sobre:
renan fab

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.