Relatório vai pedir cassação de Jaqueline Roriz

O deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) vai pedir a cassação do mandato da deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF), flagrada num vídeo recebendo dinheiro vivo do esquema de corrupção no Distrito Federal. Sampaio apresenta amanhã o relatório final do processo contra ela aberto no Conselho de Ética da Câmara.

AE, Agência Estado

07 de junho de 2011 | 10h30

A conclusão do relator recomendará a perda de mandato e afirmará a legitimidade da Câmara para julgar o caso. Sampaio vai defender a tese de que Jaqueline pode ser cassada apesar de o vídeo que a mostra recebendo dinheiro ter sido gravado em 2006, quando não era deputada federal. Ele argumentará que o comportamento indecoroso de um parlamentar pode ser julgado quando é revelado ao público.

Será o primeiro julgamento pela perda de mandato no Conselho de Ética na atual legislatura. Filha do ex-governador Joaquim Roriz, Jaqueline tem atuado nos bastidores para tentar barrar a cassação ainda no colegiado.

O portal www.estadao.com.br revelou no dia 4 de março um vídeo em que Jaqueline Roriz e seu marido, Manoel Neto, recebem dinheiro do ex-secretário de Relações Institucionais do Distrito Federal, Durval Barbosa. O vídeo foi gravado em 2006 pelo próprio Barbosa, que delatou o esquema de corrupção do DF conhecido como "mensalão do DEM". Barbosa afirmou que o dinheiro entregue para Jaqueline é "sujo" e oriundo de "propina" dos contratos de informática do governo do DF. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.