Relatório será apresentado na 5ª se for conclusivo, diz relator

Renato Casagrande diz que o documento deve apontar se houve ou não quebra de decoro por parte de Renan

Agência Senado,

29 de agosto de 2007 | 16h51

O senador Renato Casagrande (PSB-ES) afirmou nesta quarta-feira, 29, em entrevista à imprensa, que ele somente apresentará relatório na quinta, na reunião do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, se o documento puder ser conclusivo - isto é, apontando se houve ou não quebra de decoro por parte do senador Renan Calheiros.   Veja também: Cronologia do caso Renan       Denúncias contra Renan abrem três frentes de investigação    Veja especial sobre o caso Renan      O presidente do Senado é investigado em decorrência da suspeita de que parte de suas despesas pessoais tenham sido pagas por Cláudio Gontijo, funcionário da empresa Mendes Júnior.   Casagrande e a senadora Maria Serrano (PSDB-MS) devem elaborar um relatório em conjunto, enquanto o senador Almeida Lima (PMDB-SE) deve apresentar um relatório à parte, que seria considerado como voto em separado. Os três senadores compõem a comissão de inquérito do caso.   Na última terça, em reunião com o presidente do Conselho de Ética, senador Leomar Quintanilha (PMDB-TO), os relatores foram informados de que se a votação do relatório no colegiado for secreta, nem os relatores poderão abrir seus votos, de forma que o relatório não poderia ser conclusivo, mas apenas descritivo. Tal entendimento baseia-se em nota técnica enviada pela Consultoria Legislativa do Senado. Entretanto, ainda não foi decidia a forma como deverá ser realizada a votação no Conselho de Ética.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.