Relatório parcial da CPMI dos Sanguessugas será entregue nesta quarta-feira

O presidente Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Sanguessugas, deputado Antônio Carlos Biscaia (PT-RJ), vai entregar nesta quarta-feira o relatório parcial da comissão ao procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza.O deputado deve, ainda, tratar do compartilhamento de informações sobre as prefeituras investigadas pela procuradoria e que são acusadas de envolvimento na compra superfaturada de ambulâncias com recursos de emendas ao Orçamento Geral da União. No início da semana, a força-tarefa criada pelo Ministério Público para investigar as fraudes pediu informações à Polícia Federal sobre 31 municípios acusados de envolvimento no esquema. De acordo com nota divulgada pela procuradoria, o grupo também pediu cópia das auditorias feitas em prefeituras dos Estados do Acre, Amazonas, Amapá, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Piauí, Rondônia, Roraima e Tocantins e informações sobre convênios firmados para a aquisição de unidades móveis de saúde ao Fundo Nacional de Saúde. O prazo para envio da documentação é de 10 dias.Na tarde desta quarta-feira, integrantes da CPMI se reúnem com funcionários e com o atual presidente da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia, para esclarecer denúncias de envolvimento do órgão no esquema de fraudes. O objetivo da comissão é analisar, nos próximos 15 dias, toda a documentação em seu poder, com enfoque nas prefeituras e nos ministérios da Saúde, Ciência e Tecnologia, e Educação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.