Relatório é parte do acordo entre governo e Estados, diz Aécio

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), disse hoje que considera que o relatório da reforma da Previdência, apresentado pelo deputado José Pimentel (PT-CE), "expressa em grande parte o entendimento havido entre o governo federal e os Estados". Num comunicado distribuído pela assessoria de imprensa do Palácio da Liberdade, o governador mineiro comentou apenas a manutenção da aposentadoria integral para os atuais servidores. Segundo ele, a maioria dos governadores considera a integralidade, com as novas regras, mais palatável. "Aquelas questões que não são objeto de consenso vão ser decididas democraticamente dentro do Congresso Nacional. Pessoalmente, tenho confiança em que o Legislativo saberá decidir com responsabilidade e espírito público, pensando no futuro do País", afirmou Aécio. O governador fez um elogio ao governo federal e, em particular ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Fizeram um grande esforço no sentido de reconstruir os canais e a relação de confiança entre os Estados e a União na defesa das reformas no Congresso". Aécio concluiu sinalizando que os governadores deverão agora concentrar-se na defesa de seus interesses na reforma tributária.Ele lembrou que na próxima terça-feira a comissão de governadores criada para analisar as reformas terá uma reunião em Brasília com o ministro da Fazenda, Antônio Palocci, e outros representantes do governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.