Relatório da CGU comprova esquema da Planam com licitações

O relatório da Controladoria-Geral da União (CGU) sobre cerca de 850 licitações para compra de ambulâncias, veículos e equipamentos diversos realizadas em 2004 e 2005 comprova a existência do esquema organizado pela Planam e outras empresas do setor para o direcionamento de licitações.De acordo com o deputado Paulo Rubem Santiago (PT-PE), sub-relator da CPI das Sanguessugas, encarregado de analisar o esquema de fraudes na aquisição de ambulâncias, das 850 licitações, 270 tiveram a participação da empresa Lealmaq, mas foram vencidas pela Planam. Entretanto, em Minas Gerais, de 42 licitações realizadas, a Lealmaq venceu 17. Investigações da Polícia Federal indicam que a Lealmaq, de Belo Horizonte, atue em conluio com a Planam para legitimar as concorrências dirigidas. "Está claro que havia uma combinação para as empresas dividirem o mercado. Em Minas Gerais, a principal concorrente deveria ser sempre a Lealmaq, enquanto em outros lugares, a Planam prevalecia", afirmou Paulo Rubem Santiago.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.