Relatora vai adiar parecer

Relatora da emenda que prorroga a CPMF na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Kátia Abreu (DEM-TO) não pretende entregar seu parecer na próxima semana e vai se respaldar no regimento interno para adiá-lo. Como o governo precisa aprovar a renovação até 31 de dezembro, a posição de Kátia preocupa a equipe econômica.Na audiência na CCJ, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, perguntou quando ela entregaria o relatório. "O dia que ficar pronto", respondeu Kátia. O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, teve a mesma resposta.Para atrasar ainda mais a votação, o presidente da CCJ, Marco Maciel (DEM-PE), vai se basear no regimento, que permite descontar do prazo de 30 dias previsto pelo regimento os dias de audiências públicas. Assim, a oposição terá mais três dias e pode postergar a votação para a véspera do feriado do dia 15. E tentará ganhar mais um dia, já que o ministro do Desenvolvimento Social, Patrus Ananias, não compareceu ontem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.