Relator vai recorrer da decisão de encerrar CPI do Banestado

O relator da CPI, deputado José Mentor (PT-SP), anunciou que vai recorrer da decisão tomada pelo presidente a Comissão, senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT), de encaminhar os relatórios ao Ministério Público mesmo sem terem sido aprovados na reunião de hoje. Antero argumentou que o acordo para encerrar hoje os trabalhos da CPI foi feito na última reunião. O tucano ainda exibiu um requerimento assinado pelo próprio José Mentor, autorizando a CPI a transferir dados ao Ministério Público, tanto que, segundo Antero, a operação desencadeada pela Polícia Federal, chamada Farol da Colina, é fruto de documentos enviados pela CPI ao Ministério Público Federal e à Polícia Federal. O relatório que pede o indiciamento do ex-presidente do Banco Central, Gustavo Franco, e outro do próprio Antero, que aponta o presidente do BC, Henrique Meirelles, por evasão de divisa, serão encaminhados ao Ministério Público, além de outras denuncias. Mentor está reunido com advogados para ver qual o meio legal que irá usar para fundamentar seu recurso, que pode ser ao presidente do Senado, José Sarney, à Justiça ou as duas instâncias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.