Relator vai ouvir Vedoin e ex-assessor de Suassuna

O senador Jefferson Péres (PDT-AM), encarregado de relatar, no Conselho de Ética do Senado, o pedido de abertura de processo administrativo contra o líder licenciado do PMDB, senador Ney Suassuna, acusado de envolvimento no esquema da chamada máfia das ambulâncias pela CPI dos Sanguessugas, informou nesta terça-feira, 29, que, entre as testemunhas que pretende ouvir, estão o empresário Luiz Antonio Vedoin e um ex-assessor de Suassuna, Marcelo Carvalho.Péres acrescentou que poderá ouvir outras pessoas, dependendo do conteúdo da defesa que receber de Suassuna. O relator prevê que, dentro de uma semana, depois de examinados todos os documentos disponíveis, estará apto a dar o seu parecer sobre o caso Suassuna, acusado pelo próprio Vedoin, que é um dos donos da empresa Planam, principal envolvida na compra superfaturada de ambulâncias para dezenas de prefeituras.Péres deu a declaração após conversas com o presidente do Conselho de Ética, senador João Alberto (PMDB-MA), em uma reunião da qual deveriam participar também outros dois senadores encarregados de processos contra colegas acusados de envolvimento na máfia das ambulâncias: Demóstenes Torres (PFL-GO), que trata do caso do senador Magno Malta (PL-ES), e Paulo Octávio (PFL-DF), que será o relator da denúncia contra a senadora Serys Slhessarenko (PT-MT). Demóstenes e Octávio não participaram por estarem em uma reunião do PFL.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.