Relator quer alterar salários dos servidores estaduais

O relator da reforma da Previdência, Maurício Rands (PT-PE), deve alterar a proposta do governo no dispositivo relativo ao subteto dos servidores públicos. A idéia acertada ontem, em reunião dos líderes aliados com o ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, é limitar o salário dos servidores públicos dos Estados a 75% da remuneração do ministro do Supremo Tribunal Federal. A informação é do líder do PT, deputado Nelson Pellegrino, acrescentando que há uma "forte suspeita" de que a proposta do governo, em tramitação na CCJ, é inconstitucional no que se refere a fixação do subteto dos servidores públicos. Pelo projeto encaminhado pelo governo do PT, o subteto, ou seja, o salário do servidor público dos Estados não poderia ultrapassar o salário dos governadores. Agora, o relator pretende alterar essa proposta estabelecendo que seja 75% da remuneração de um ministro do Supremo. "É uma forma para dar constitucionalidade à questão. Esse teto será um limitador para os salários e quem ganhar mais do que isso terá seu salário reduzido", afirmou o líder.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.