Relator pode usar prazo menor, diz Jader

O presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), evitou confrontar as declarações do senador Antônio Carlos Magalhães (PFL-BA), de que contestaria legalmente o relatório do senador Carlos Wilson (PSDB-PE), caso Wilson não utilize todo o prazo de sete dias que dispõe para elabirar o texto. "O prazo é o do relator. Ele tem sete dias. Se desejar (entregar em 24 horas o seu parecer), só quem tem o arbírtrio é ele mesmo. Quando ele terminar, eu convoco a Mesa. Só não poderá extrapolar este prazo", afirmou. Jader explicou que o seu pronunciamento no plenário, contra pressões para acelerar a tramitação do pedido de abertura do processo contra os senadores Antônio Carlos e José Roberto Arruda (Sem partido-DF), se deve a sua postura durante a tramitação do processo de cassação do ex-senador Luiz Estevão. "Naquela época, como líder, protestei contra o desrespeito aos prazos regimentais. Não vai ser agora que vou contradizer esta atitude. Se reclamei, como vou desrespeitar. Pretendo observar todos os prazos regimentais".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.