Relator petista formaliza proposta de criação da CSS na Câmara

Votação da CSS acontece nesta 4ª; base estima 270 votos, e como é lei complementar, são necessários 257

Agência Câmara

04 de junho de 2008 | 14h24

O relator do Projeto de Lei Complementar 306/08, que regulamenta a Emenda 29, deputado Pepe Vargas (PT-RS), apresentou emenda substitutiva ao projeto criando a Contribuição Social para a Saúde (CSS) com alíquota de 0,1% sobre as movimentações financeiras. A proposta está sendo analisada neste momento em plenário. Vargas apresentou seu relatório pela Comissão de Finanças e Tributação. Veja Também:Mesmo com maioria, base vê placar apertado para nova CPMF Entenda o que é a CSSEntenda a Emenda 29  Entenda a cobrança da CPMF    Pelo texto, a contribuição, que entrará em vigor a partir de janeiro de 2009, será permanente e seus recursos deverão servir exclusivamente para o financiamento de ações e programas da área de Saúde. Aposentados e pensionistas não serão taxados, assim como trabalhadores da ativa que ganharem até o teto dos benefícios da Previdência (R$ 3.088).  O relator admitiu que as modificações são baseadas na Lei 9.311/06, que regulamentava a CPMF, mas destacou a menor incidência e a alíquota mais baixa, além da continuidade da função fiscalizadora da contribuição, uma vez que a lei obriga instituições financeiras a prestarem informações sobre a cobrança à Receita Federal.

Tudo o que sabemos sobre:
CSSnova CPMFCâmaraEmenda 29

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.