Relator pede a cassação do deputado Pedro Henry

O deputado Orlando Fantazzini (Psol-SP), relator do processo em que é pedida a cassação do mandato do ex-líder do PP na Câmara, deputado Pedro Henry (MT), leu seu voto favorável à cassação do mandato do parlamentar, acusado de envolvimento no esquema de compra de votos que ficou conhecido como "mensalão". Fantazzini rejeitou os argumentos de Henry, reafirmados hoje, de que suas funções no partido sempre foram meramente políticas e que nunca lhe foi delegada qualquer missão junto aos deputados relacionada a transações com dinheiro. O relator insistiu na afirmação de que Henry "exercia, além da relevante função de líder, outras de grande importância, seja na administração do partido seja na efetivação de acordos, articulações partidárias e políticas, revestidas de prestígio." Em sua defesa, o ex-líder do PP insistiu na alegação de que jamais participou de qualquer ato administrativo no partido. "Eu não passava de uma figura decorativa, sem nenhum poder de gestão", afirmou Henry. Fantasini discordou dessa argumentação, dizendo que "seria absurdo atribuir ao líder participação apenas secundária, relegada apenas aos coadjuvantes." ()

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.