Relator do Conselho lê voto pela cassação do dono de castelo

Moreira é suspeito de ter se apropriado indevidamente da verba indenizatória a que os deputados têm direito

Luciana Nunes Leal, de O Estado de S.Paulo,

17 de junho de 2009 | 15h12

O deputado Nazareno Fonteles (PT-PI) está lendo neste momento o voto em que pedirá a cassação do mandato do deputado Edmar Moreira (sem partido-MG), processado no Conselho de Ética por quebra de decoro parlamentar. Edmar Moreira é suspeito de ter se apropriado indevidamente da verba indenizatória a que os deputados têm direito, equivalente a R$ 15 mil mensais.

 

Veja Também:

especialPerfil: Quem é Edmar Moreira, dono do castelo

lista Todas as notícias sobre o caso Edmar Moreira

documento Fac-símile: 'Estado' publica matéria sobre o caso em 1993

 

O deputado pagou R$ 230,6 mil, entre 2007 e 2008, em serviços de segurança prestados por duas de suas empresas. O relator entendeu, no entanto, que o serviço não foi comprovado. Na conclusão do voto, Fontele diz que "os fatos imputados ao deputado Edmar Moreira estão concretamente comprovados". Mas a votação do Conselho de Ética do parecer do relator será adiada, porque será feito um pedido coletivo de vista para analisar melhor o processo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.