ANDRÉ DUSEK/ESTADÃO
ANDRÉ DUSEK/ESTADÃO

Relator deve apresentar parecer favorável à denúncia nesta segunda-feira

Após leitura do parecer de Zveitar, advogado de Temer fará a sustentação da defesa

O Estado de S.Paulo

10 de julho de 2017 | 12h38

O deputado federal Sergio Zveiter (PMDB) apresenta na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na tarde desta segunda-feira, 10, o parecer a respeito da denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB), feita pela Procuradoria-Geral da República. A expectativa é que, mesmo do mesmo partido do presidente, Zveiter vote a favor da denúncia. 

Após o voto do relator, que deve ser lido por volta das 14h30, o advogado de Temer,  Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, vai fazer a sustentação oral, por meio da qual pretende convencer os parlamentares de que o presidente é inocente e que há "ilicitude da prova". 

Para que o parecer de Zveiter seja aprovado na comissão, são necessários 34 votos - a CCJ é composta por 66 parlamentares. Independentemente do resultado, a denúncia será votada no plenário da Casa, onde precisará de 342 votos para ser enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF). 

Apesar de a admissibilidade depender da votação no plenário, a vitória na CCJ tem peso político para o Planalto. Num encontro neste domingo, 9, com Temer, os principais nomes do governo atuaram para garantir que a comissão tenha quórum suficiente.

Sem votos para garantir uma vitória do governo na CCJ, a base aliada formalizou na manhã desta segunda-feira, 10, mudanças na composição do colegiado. Pelo menos quatro partidos fizeram ou planejam mudanças entre os titulares da comissão, PMDB, PTB, PSD e Solidariedade. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.