André Dusek|Estadão
André Dusek|Estadão

Relator da reforma trabalhista defende saída do PSDB do governo

'Algumas lideranças como eu defendem que o partido deva sim deixar o governo e entregar os ministérios', disse senador Ricardo Ferraço

Fernando Nakagawa, O Estado de S.Paulo

23 de maio de 2017 | 10h32

BRASÍLIA - O relator da reforma trabalhista, senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), defende que os tucanos deixem o governo Michel Temer e entreguem os cargos. O tema, porém, ainda não gera consenso na cúpula do partido e o parlamentar diz que o assunto continuará ser avaliado.

"Há um debate que não está concluído em torno do meu partido. Algumas lideranças como eu defendem que o partido deva sim deixar o governo e entregar os ministérios", disse o senador que é relator da reforma trabalhista no Senado. "Mas não há um consenso ainda no partido e nós vamos continuar avaliando e refletindo dia após dia a gravidade da crise", completou.

Ao chegar à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, o senador capixaba disse que o compromisso do PSDB "não é com este ou aquele governante de plantão". "O nosso compromisso é com a sociedade brasileira", afirmou. "O fato de entregar os ministérios não significa dizer que a gente não esteja aqui no Congresso apoiando essas medidas e apoiando essas reformas. Elas são importantes para a sociedade brasileira", disse. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.