Relator da CPI quer reconvocar Cachoeira para agosto

Odair Cunha disse que não há data prevista para o depoimento da mulher do contraventor, Andressa Mendonça

RICARDO BRITO, Agência Estado

03 de julho de 2012 | 14h20

O relator da CPI do Cachoeira, deputado Odair Cunha (PT-MG), afirmou nesta terça que a comissão deve aprovar na próxima reunião administrativa, marcada para a quinta-feira, 5, a reconvocação do contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. Na primeira vez que esteve na CPI, no dia 22 de maio, o contraventor permaneceu em silêncio apesar da bateria de perguntas feitas pelos integrantes da comissão.

"Nós vamos aprovar na próxima quinta-feira uma reconvocação do senhor Carlos Cachoeira. Não que entendamos que ele precisa vir agora, mas queremos ter essa convocação já aprovada", afirmou Odair Cunha, na saída da reunião da CPI em que os quatro convocados para depor nesta terça não compareceram por motivos diversos.

Inicialmente, o retorno de Cachoeira seria logo após a audiência na Justiça Federal de Goiás, que ouviria o contraventor entre os dias 31 de maio e 1º de junho. Mas a ida dele à Justiça foi remarcada para o final de julho. É provável que Cachoeira fale à CPI somente após o fim do recesso parlamentar, em agosto.

Odair Cunha também disse que não há data prevista para o depoimento da mulher de Cachoeira, Andressa Mendonça à CPI. Ela já tem requerimento de convocação aprovado.

Tudo o que sabemos sobre:
CPI Cachoeiraconvocação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.