Relator da CPI quer ouvir de novo diretor afastado da Abin

Em depoimento, Lacerda afirmou que a participação da Abin na Satiagraha teria sido apenas informal

Agência Brasil

04 de dezembro de 2008 | 15h27

O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Escutas Telefônicas Clandestinas da Câmara dos Deputados, Nelson Pellegrino (PT-BA), afirmou nesta quinta-feira, 4,  que pedirá ao diretor afastado da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Paulo Lacerda, que preste novos esclarecimentos à CPI.  Veja também: Justiça condena Dantas a dez anos, mas sem prisão imediataA íntegra da nota da defesa de Dantas Ao condenar Dantas, juiz aproveita para se defender e cita STF Leia a íntegra da decisão do juiz De Sanctis  Pela 2ª vez, CNJ adia julgamento do juiz do caso DantasAs fases da Operação Satiagraha: o que mudou e o que fica igual As prisões de Daniel Dantas Os alvos da Operação Satiagraha   "Não tenho convicção e vou analisar com toda atenção (as informações) e a minha idéia é enviar um ofício ao doutor Lacerda pedindo explicações complementares com relação às informações que ele prestou à CPI. Após a resposta desse ofício, vou formar convicção", disse Pellegrino. Em depoimento à comissão, Lacerda afirmou que a participação da Abin na Operação Satiagraha, da Polícia Federal (PF), teria sido apenas informal e se limitado ao repasse de informações do seu banco de dados.

Tudo o que sabemos sobre:
CPI dos GramposAbin

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.