Relator da CPI dos Cartões diz que não pedirá indiciamentos

Petista Luiz Sérgio afirma, porém, que documento será enviado ao MP, que poderá abrir inquérito

AE, Agencia Estado

03 de junho de 2008 | 11h40

Começou por volta das 11 horas a reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Cartões Corporativos. O relator, deputado Luiz Sérgio (PT-RJ), iria ler em seguida seu relatório, informa a Agência Câmara. Luiz Sérgio confirmou que não pedirá indiciamentos, mas disse que o documento vai ser enviado ao Ministério Público, que poderá fazê-lo. Veja também:Dilma mentiu sobre dossiê, diz presidente da CPI dos CartõesHoje é o enterro da CPI dos Cartões, diz deputado da baseOuça explicações de Aparecido sobre o dossiê  Ouça assessor tucano confirmando 'amizade quente' com Aparecido  Ouça versão de assessor tucano sobre troca de e-mails  Veja o dossiê com dados do ex-presidente FHC  Entenda a crise dos cartões corporativos  Teste seus conhecimentos: quem diz o que sobre o dossiê O relator já disse que vai apontar equívocos cometidos no uso dos cartões corporativos e das contas tipo B e espera que quem cometeu abusos devolva os recursos à União. Luiz Sérgio também vai apresentar sugestões para um controle mais rígido nos saques com cartão corporativo e apresentar um projeto de lei que permita a divulgação dos gastos sigilosos da Presidência da República no final de cada mandato.

Tudo o que sabemos sobre:
Cartões Corporativos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.