Andre Dusek|Estadão
Andre Dusek|Estadão

Rejeição impede eleição de Alckmin, diz Maia

Em evento no interior fluminense, o presidente da Câmara cita a necessidade de construir uma candidatura alternativa de centro

Roberta Jansen, ENVIADA ESPECIAL, O Estado de S.Paulo

03 Março 2018 | 05h00

BARRA MANSA (RJ) - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta sexta-feira, 2, que o pré-candidato do PSDB à Presidência, governador Geraldo Alckmin, não tem chance de vencer um eventual segundo turno porque “possui imagem negativa acima de 45%”. Para Maia, se uma candidatura alternativa de centro não for construída a tempo, os partidos vão “entregar a eleição para o PT, o Ciro (Gomes, do PDT) ou a Marina (Silva, da Rede)”.

“Não precisa ser necessariamente a minha (candidatura), mas acho que o meu nome tem o apoio de alguns partidos importantes e pode nos dar a chance de disputar o segundo turno”, disse Maia, que se apresenta como possível presidenciável.

+++PSB aprova resolução que afasta sigla do apoio à candidatura de Alckmin

O presidente da Câmara esteve em Barra Mansa, no sul fluminense, para participar de um encontro sobre a segurança pública do Rio com prefeitos. Ao fim da reunião, Maia adotou discurso de pré-candidato ao falar sobre as eleições e as declarações de seu pai, o ex-prefeito do Rio Cesar Maia. Este afirmou que apoia a candidatura de Alckmin e acha que o filho deve tentar a reeleição na Câmara. 

+++Líder do MDB na Câmara elogia Meirelles e cogita ministro como candidato

“Ele falou como pai, com preocupação de pai, sobre um movimento de um partido que nunca concorreu à Presidência”, minimizou. “Mas ele conhece as pesquisas, ele sabe que, se não construirmos uma nova candidatura no campo do centro, vamos entregar a eleição. Porque, infelizmente, o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin ou outro, tem uma imagem negativa acima de 45%, o que inviabiliza uma vitória no segundo turno.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.