Reitoria da UFRGS mantém calendário inalterado

Apesar dos 79 dias de greve dos professores, a reitoria da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) não alterou o calendário do vestibular 2002, nem cogita a suspensão do semestre. Se as aulas fossem retomadas agora, o semestre só seria concluído no final de abril, e a previsão do comando de greve é de que seriam necessários três anos para normalizar o calendário.O vestibular está marcado para o período de 6 a 10 de janeiro e só será adiado se a paralisação se estender até o final de dezembro. A readequação do calendário da UFRGS será discutida apenas ao final da greve pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão e pelo Conselho Universitário. A idéia da maioria dos professores é estabelecer duas semanas de recesso entre o Natal e o ano-novo e durante o carnaval, mas alguns grupos de estudantes já estão propondo a suspensão das aulas nos meses de janeiro e fevereiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.