Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

‘Regulamentações serão revogadas’, afirma Bolsonaro

Presidente eleito diz que menos interferência do Estado representa ‘melhores condições de vida ao brasileiro’

Constança Rezende e Denise Abarca, O Estado de S.Paulo

24 Dezembro 2018 | 14h07

RIO - O presidente eleito, Jair Bolsonaro, afirmou nesta segunda-feira, 24, em mensagem publicada em sua conta no Twitter, que seu governo vai revogar regulamentações em uma série de setores da economia, que, segundo ele, são entraves para o desenvolvimento do País.

“Inúmeras regulamentações em todos os setores que só servem para arrecadação e entraves de desenvolvimento, sem nenhum retorno prático ao cidadão, irão ser revogadas rapidamente em meu governo”, escreveu o presidente eleito, que toma posse no próximo dia 1.º de janeiro. Bolsonaro, no entanto, não citou nenhum caso específico. “Menos interferência do Estado significa melhores condições de vida ao brasileiro.”

Bolsonaro está na Ilha da Marambaia, na costa do Rio, desde o último sábado, junto com o filho Carlos Bolsonaro, vereador do Rio. Ontem, a futura primeira-dama, Michele Bolsonaro, também chegou à ilha acompanhada da filha mais nova de Bolsonaro, Laura, de sete anos.

Uma lancha alugada pela imprensa para tentar fazer imagens da chegada de Michele foi abordada por um helicóptero da Marinha. Em uma manobra rasante, os militares alertaram os jornalistas que não ultrapassassem um raio de 1 quilômetro de distância da ilha. O presidente eleito passará o Natal no local, onde deve permanecer até quinta-feira.

Bolsonaro também publicou em seu perfil duas mensagens de Natal, nas quais destaca valores cristãos e defende o que chamou de restauração do “sentimento familiar” no País. “Com humildade, aceitando quem tem no coração a vontade de construir um Brasil melhor, buscaremos nos próximos anos restaurar o sentimento familiar há muito desgastado em nossa sociedade, bem como a paz dentro de nossos lares. Tenhamos todos um Feliz Natal! Fiquem com Deus!”, escreveu ele.

Na segunda mensagem, Bolsonaro faz uma relação entre o Natal e o momento pelo qual passa o País. “É com este sentimento, inspirado na família simples que recebeu em um humilde presépio a encarnação do próprio Deus, que contemplamos a chegada de um novo Brasil”, disse. Já em vídeo divulgado pela sua assessoria, o presidente eleito fez uma piada com o atentado que sofreu durante a campanha. Em uma conversa descontraída, ele pega uma faca de um homem que prepara o churrasco para o almoço e o “provoca”: “Olha o tamanho da faca do cara! Uma dessa aqui em você e você vai ser presidente da ONU...”, disse em tom de brincadeira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.