Região de Campinas ganha força na Assembleia de SP

A região de Campinas foi a que mais ampliou sua representatividade na Assembleia Legislativa paulista nas eleições deste ano. A bancada, composta de 13 deputados na atual legislatura, saltou para 20, somados todos os municípios que compõem o segundo maior colégio eleitoral do Estado - 6,4 milhões de eleitores, segundo a Fundação Seade.

AE, Agência Estado

06 de outubro de 2010 | 11h44

Apenas uma das 17 regiões administrativas de São Paulo - Barretos, no norte do Estado - não conseguiu eleger representantes no domingo. A Grande São Paulo, com 14,5 milhões de eleitores, continuará com a maior "bancada" - 42 deputados. São José do Rio Preto, na terceira posição, teve 5 candidatos eleitos.

Com três representantes cada uma ficaram as regiões da Baixada Santista, Central (Bauru), Presidente Prudente, São José dos Campos, Sorocaba e Ribeirão Preto. Embora apresentem números bem diferentes de eleitores - São José dos Campos tem 1,6 milhão e Presidente Prudente, 712 mil -, elas serão representadas pelo mesmo número de deputados a partir de 2011.

Bancadas

A oposição à administração do governador eleito Geraldo Alckmin (PSDB) será maior que a enfrentada por José Serra (PSDB) em 2007. O PT elegeu a maior bancada na Assembleia. O número de representantes do partido passou para 24 - quatro a mais do que na atual legislatura. O PSDB, segunda maior bancada, manteve o número de parlamentares de hoje: 23 deputados.

A bancada do DEM foi a que mais diminuiu. O partido perdeu quatro assentos na Assembleia e elegeu oito parlamentares. Depois do PT, o PV foi a legenda que mais cresceu - passou de seis para nove deputados. O PMDB manteve os quatro assentos na Assembleia. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2010AssembleiaCampinasSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.