Reforma tributária não foi arquivada, diz ministro

O adiamento do envio ao Congresso de uma proposta de reforma tributária não significa que o projeto tenha sido arquivado, disse um dos ministros que participou da reunião de hoje da coordenação política, no Palácio do Planalto. Segundo esse ministro, o governo tem que concentrar nas negociações para garantir a aprovação da prorrogação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). A reunião de hoje foi "só sobre CPMF", disse um dos participantes. O adiamento do envio da proposta foi sugerido na semana passada pelo senador Francisco Dornelles (PP-RJ), na reunião do Conselho Político do governo. O envio do projeto até o final dessa semana era uma das promessas do governo no acordo para aprovação, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, da emenda que prorroga o imposto do cheque até 2011.

LEONENCIO NOSSA, Agencia Estado

26 de novembro de 2007 | 17h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.