Reforma tributária é prioridade do governo, diz líder

O líder do governo na Câmara, Henrique Fontana (PT-RS), afirmou hoje que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva está empenhado na votação da reforma tributária e espera que ela seja votada na próxima semana. Segundo Fontana, os líderes do governo vão procurar representantes da oposição para tentar acelerar a votação da reforma tributária. O petista disse que neste momento de recuperação da economia, a reforma tributária pode ser responsável por um impacto de 0,5% no Produto Interno Bruto (PIB), por ano.

VANNILDO MENDES, Agencia Estado

10 de junho de 2009 | 14h34

A definição sobre a prioridade pela reforma tributária foi definida hoje durante almoço no Palácio da Alvorada, que reuniu o presidente Lula, os líderes governistas, e o ministro de Relações Institucionais, José Múcio Monteiro. Entre os assuntos que o governo definiu como preferenciais nas votações no Congresso Nacional estão o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e medidas provisórias (MPs), além da reforma tributária. De acordo com a líder do governo no Congresso, senadora Ideli Salvatti (PT-SC), durante o encontro não foi discutida a questão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.