Reforma e agronegócio são incompatíveis, dizem líderes

Todos os alvos das ações da Via Campesina, ontem, estavam relacionados de alguma forma a empreendimentos do agronegócio. A escolha teve um objetivo claro: mostrar que a reforma agrária e o agronegócio são incompatíveis - pelo menos na visão da Via e do MST. Segundo declarações das líderes das manifestações, o governo gasta com os ruralistas e com o apoio a empreendimentos estrangeiros o dinheiro que deveria destinar para a reforma agrária.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.