Reforma da CNBB dá mais poder aos bispos

O novo Estatuto Canônico da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que será aprovado pela assembléia geral de Itaici, em Indaiatuba (SP), de 12 a 21 de julho, deverá extinguir a Comissão Episcopal de Pastoral (CEP). O poderoso órgão, de competência não definida, que nos últimos 30 anos traçou os rumos da entidade como braço direito (ou esquerdo) de sua direção, será substituído por um Conselho Executivo, formado pela Presidência da CNBB e por várias comissões episcopais pastorais.Leia mais no site do Estado

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.