Reforma agrária é ''cínica'', diz padre e militante

O padre escocês Thiago Thorlby, de 67 anos, é mais conhecido na zona da mata pernambucana como Tiago Trovão. Apelido apropriado, não só por ser alto e forte, mas também por sua intensa capacidade de ação à frente dos sem-terra.Agente pastoral da CPT, ele é um símbolo da organização no Nordeste e também no exterior. Em recente entrevista à revista alemã Der Spiegel, disse que o etanol brasileiro é produzido por escravos.Em depoimento ao Estado, ele disse que o governo do presidente Luiz Inácio da Lula prefere os grandes empresários do agronegócio aos pobres: "Visitar um assentamento é ter a impressão que este povo foi jogado, que os assentados têm de se virar para não ficar ainda mais exilados dentro do seu próprio país."Chamou de "cínica" a reforma agrária atual e disse que o Incra deveria se chamar Instituto Nacional Contra a Reforma Agrária.Sobre a atuação da CPT como movimento social, respondeu: "No fim dos tempos, a pergunta não vai ser se a gente foi membro de um movimento ou de uma Igreja. A pergunta será: como amaste teu irmão, tua irmã? Eu estava sem terra: me ajudaste a nos unir, a nos organizar?"

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.