Redução de gastos na Câmara de São Paulo é para 2002

Os vereadores que estão há mais tempo na Câmara Municipal de São Paulo serão os mais atingidos pelo projeto que reduz a remuneração de servidores de subsecretarias e gabinetes em pelo menos 40%.Segundo acordo fechado nesta quarta-feira, a Casa aprovará na próxima terça-feira o teto de despesas dos parlamentares, que deverá entrar em vigor até 15 de fevereiro do ano que vem. Vereadores que estão na Câmara desde outras legislaturas têm funcionários com direito a mais gratificações, principais fontes de altos gastos por gabinete.No ano passado, 80% dos parlamentares ultrapassaram a verba mensal prevista, que é de R$ 93 mil. De acordo com o presidente da Câmara, vereador José Eduardo Martins Cardozo (PT) - que é um dos que extrapolaram os gastos - ninguém poderá gastar mais do que R$ 57 mil.Na segunda-feira, o colégio de líderes dos partidos se reunirão para fixar a isonomia de gastos por gabinete. "Queremos criar um gabinete padrão", disse Cardozo. A vereadora Anna Martins (PC do B), que também extrapolou os gastos no ano passado, afirmou que não precisará fazer muitos cortes. "Já fiz muitos neste ano", disse a parlamentar. "Meu gabinete hoje não recebe nem R$ 70 mil."Em novembro de 2000, Anna Martins gastou R$ 134.079,00. "É preciso reestruturar toda a Câmara, pois não estão no meu gabinete os funcionários que recebem mais de R$ 16 mil por mês."Alguns itens da reforma na Câmara só poderão ser aprovados no ano que vem, já que dependem de mudanças estruturais na composição de gastos da Casa e precisam estar previstos no Orçamento e na Lei de Diretrizes Orçamentárias. De acordo com Cardozo, a Câmara terá órgãos especiais coletivos que substituirão contratações internas de gabinete, assim como na Assembléia Legislativa e na Câmara dos Deputados."Hoje, por exemplo, cada gabinete tem um advogado. Com a reforma, haverá um corpo de funcionários contratados por concurso que atenderá às necessidades jurídicas dos vereadores."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.