Viola Junior/Camara dos Deputados
Viola Junior/Camara dos Deputados

Rede pede cassação de deputado Nelson Meurer, condenado na Lava Jato

Parlamentar foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, acusado de receber propina de R$ 29 milhões de esquema na Petrobrás

Marianna Holanda, O Estado de S.Paulo

07 Junho 2018 | 15h37

SÃO PAULO - A Rede Sustentabilidade protocolou na Câmara dos Deputados um pedido de cassação do deputado federal Nelson Meurer (PP-PR), alegando quebra de decoro parlamentar. A representação foi protocolada na segunda-feira, 4, e chegou nesta quinta-feira, 7, ao Conselho de Ética.

+ Ministros decidem que cabe à Câmara cassar Meurer

+ Lei não permite registro de candidato condenado em segunda instância, diz Cármen Lúcia

O deputado foi o primeiro condenado pela Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). Ele pegou 13 anos de prisão em regime fechado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O parlamentar é acusado de ter recebido propina de R$ 29 milhões de esquema da Petrobrás.

O documento da Rede diz que a conduta de Meurer pela qual foi condenado é "gravíssima" e "absolutamente incompatível com o exercício do mandato parlamentar". 

+ Por 5 a 0, Meurer pega 13 anos e 9 meses na Lava Jato

Em maio, a Segunda Turma do STF condenou, por 5 votos a 0, o deputado. Os ministros entenderam que ele foi beneficiado com repasses oriundos de um caixa de propina administrados pelo doleiro Alberto Yousseff, envolvendo a diretoria de abastecimento da Petrobrás.

"O envolvimento - comprovado, julgado e condenado pelo STF - de um deputado federal em esquemas de desmonte da Petrobras é um atentado ao Brasil e, portanto, ele perdeu qualquer condição de representar o povo brasileiro", afirmou o assessor legislativo da Rede, Giovanni Mockus.

Procurado, Meurer não respondeu à reportagem até a publicação desta matéria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.