Rede está atenta à investigação sobre jato, diz Feldman

O coordenador da campanha presidencial de Marina Silva, Walter Feldman, afirmou que o grupo da Rede Sustentabilidade acompanha com "muita atenção" as investigações em relação ao jatinho que era usado por Eduardo Campos, mas que tem confiança no PSB e no candidato que morreu no acidente aéreo. "Acreditamos absolutamente na dignidade e na correção do querido Eduardo Campos", disse nesta quarta-feira, 27, em entrevista ao Broadcast Ao Vivo.

DAIENE CARDOSO E ANA FERNANDES, Estadão Conteúdo

27 de agosto de 2014 | 20h56

Para Feldman, as investigações da Polícia Federal sobre o caso devem prosseguir sem precipitação. "Nesse momento, com muito cuidado, muita atenção, não devemos extrapolar nem a denúncia nem a aceleração das respostas, porque elas são fundamentais e esperamos que o PSB vá apresentá-las todas."

Questionado sobre como era o acompanhamento, pela Rede, do uso da aeronave antes do acidente que vitimou Campos, Feldman isentou Marina e as pessoas que compõem o projeto de partido de responsabilidade sobre a gestão dos recursos de campanha até então. "Todo comando era feito pelo PSB, pelo comitê financeiro, no qual não havia uma presença efetiva por parte da Rede", afirmou, justificando que o grupo tinha clareza e "humildade" do então papel de vice na chapa.

Feldman disse ainda considerar natural que haja uma demora nas respostas providas pelo PSB em uma situação como essa. "Às vezes não é possível ter respostas imediatas, até porque é provável que muita informação tenha ficado nos destroços daquele avião", disse Feldman.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.