Rede, de Marina, alcança número mínimo de diretórios estaduais

Criação do nono comitê da Rede Sustentabilidade, no Amapá, cumpre uma das exigências legais para registro do partido no TSE; ainda falta certificar 147 mil assinaturas de apoio em cartórios

Isadora Peron, O Estado de S. Paulo,

04 de setembro de 2013 | 20h29

SÃO PAULO - A Rede Sustentabilidade, partido que a ex-senadora Marina Silva trabalha para criar, conseguiu cumprir nesta quarta-feira, 4, uma das exigências legais para obter o registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE): a criação de nove diretórios estaduais.

Nesta quarta, o grupo conseguiu o registro no Amapá. Completam a lista o Acre, Goiás, Mato Grosso do Sul, Piauí, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina e Tocantins.

Agora, a Rede ainda precisa certificar nos cartórios eleitorais cerca de 147 mil assinaturas de apoio. O número exigido pela Justiça Eleitoral é 492 mil.

Para poder ter candidatos nas eleições de 2014, o partido precisa receber o aval do TSE até 5 de outubro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.