Recorde de aprovação a Lula é mundial, diz CNT/Sensus

De acordo com o instituto, apenas a ex-presidente do Chile, Michelle Bachelet, e o ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela, tiveram índices de popularidade tão bons

Carol Pires / BRASÍLIA, Estadão.com.br

29 Dezembro 2010 | 17h01

Levantamento feito pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) mostra que o presidente Lula deixa o governo com recorde mundial de popularidade. De acordo com a lista, apenas a ex-presidente do Chile, Michelle Bachelet, e o ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela, tiveram índices de popularidade tão bons em final de governo.

 

Bachelet deixou a presidência em 2010 com 84% de aprovação, enquanto o líder sul-africano saiu do governo, em 1999, com 82% de aprovação popular. Pesquisa Sensus divulgada hoje pela CNT, Lula deixa a presidência com 87% de aprovação. "Lula deixa o governo no próximo dia 31 com recorde mundial de popularidade", comentou o presidente da CNT, Clésio Andrade, ao citar a boa condição econômica do país e a política de geração de empregos como fatores que impulsionam a popularidade do presidente.

 

A lista aponta ainda Néstor Kirchner, da Argentina (55%), os ex-primeiros-ministros  britânicos Tony Blair (44%) e Margaret Thatcher (52%) e o ex-presidente norte-americano Franklin Roosevelt (66%). A CNT não informou qual foi a fonte de informação para formatar a lista.

 

A CNT observa que os ex-presidentes brasileiros Juscelino Kubitscheck e Getúlio Vargas já foram citados como os melhores presidentes do Brasil, mas pondera que não há pesquisa de popularidade realizada enquanto estiveram no governo.  O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso deixou a presidência do Brasil com 26% de aprovação, aponta o levantamento.

Mais conteúdo sobre:
Lula aprovação Sensus pesquisa

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.