Receita levará caixões apreendidos a leilão

O próximo leilão de mercadorias apreendidas pela Receita Federal tem dois lotes inusitados: 225 caixões de luxo, avaliados em R$ 50 mil (101 têm lance mínimo de R$ 20 mil e os outros 124, de R$ 30 mil), que vão a pregão na próxima quarta-feira, mas só poderão ser comprados por firmas. Os caixões estão misturados a outros objetos comuns nesse tipo de apreensão, como copiadoras, roupas e tecidos de luxo, vinhos finos, mármores, aparelhos variados de som etc. "Dizem que já houve outros caixões apreendidos, mas em três anos que presido a comissão de leilão, nunca vi", comenta a sub-inspetora Maria de Fátima Rodrigues de Senna. "Há caixões de madeiras nobres, acolchoados e até com um dispositivo para levantar a cabeça do morto e com uma capelinha acoplada."Ao todo, serão leiloados 802 objetos, avaliados em R$ 1,9 milhão, mas a Receita Federal espera obter, no mínimo, R$ 2,5 milhões. O prazo para inscrição de empresas interessadas em participar do leilão terminou hoje, com cerca de cem inscritas. Não ficou discriminado em que tipo de mercadoria elas estavam interessadas, se nos objetos a serem utilizados por seres vivos ou nos caixões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.