Receita começa a cobrar IR de consultores do governo

Mais de 6 mil consultores de organismos internacionais que trabalham no governo devem sofrer uma boa fisgada na conta bancária. Até ano passado, o grupo era considerado isento para o pagamento de Imposto de Renda. Mas a Secretaria da Receita Federal não pensa mais assim.Depois de duas consultas e da análise de mais de mil contratos, a secretaria definiu que o salário de tais técnicos é, sim, tributável. Agora, funcionários terão de pagar o imposto atrasado, mais juros. Se todos os casos forem objeto de autuação, isso renderá aos cofres da Receita uma renda extra de R$ 60 milhões. Mais multa de 75% e juros da Selic.Funcionários começaram a receber o comunicado sobre a nova avaliação da Secretaria da Receita Federal em março. Muitos não escondem a revolta e garantem que vão entrar na Justiça contra esta decisão. De acordo com a Secretaria da Receita Federal, a dívida poderá ser dividida em até seis vezes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.