Receita autuou menos os grandes na administração de Lina

Em administração de Lina, a fiscalização sobre grandes foi menor que no mesmo período de comando anterior

Renata Veríssimo e Adriana Fernandes, AE

27 de agosto de 2009 | 17h53

A Receita Federal divulgou no final da tarde desta quinta-feira, 27, os dados sobre a fiscalização de grandes contribuintes pessoas jurídicas de janeiro a julho de 2009, período que a instituição esteve sob comando de Lina Vieira. As autuações somaram R$ 16,069 bilhões no intervalo, como resultado da fiscalização de 1.194 contribuintes. No mesmo período de 2008, quando o secretário da Receita era Jorge Rachid e os auditores fiscais do órgão estiveram em greve por mais de dois meses, as autuações totalizaram R$ 22,297 bilhões, com a fiscalização de 1.058 contribuintes.

 

Veja Também

linkRegistros do Planalto não confirmam visita de Lina, diz Jucá

linkReceita Federal publica exoneração de mais 5 funcionários

link Queda na arrecadação da Receita se deve à crise, diz Ipea

link'É balela' dizer que Receita não fiscaliza grandes, diz Mantega

linkNa Câmara, aliados rejeitam convocação de assessora de Lina

linkGSI quer mostrar como funciona segurança do Planalto, diz Jucá

linkEx-secretário diz que foco em grandes é histórico

 

A Receita esclareceu na nota que os números estão sendo divulgados em função do elevado volume de questionamentos sobre o tema e lembrou o pronunciamento realizado pelo secretário Otacílio Cartaxo, na segunda-feira, 24, quando afirmou que "o acompanhamento do comportamento fiscal dos grandes contribuintes é uma tendência mundial das administrações tributárias mais avançadas, sendo realizado em base em parâmetros estritamente objetivos e impessoais que são divulgados anualmente por meio de ato legal".

 

Desde que foi demitida do cargo, há mais de um mês, a ex-secretária da Receita, Lina Maria Vieira, e os seus assessores tentaram atribuir a sua saída ao fato de ter tornado mais rigorosa a fiscalização de grandes contribuintes. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, por outro lado, determinou a Cartaxo que afastasse o subsecretário de fiscalização, Henrique Jorge de Freitas, justamente porque não estava satisfeito com os resultados da fiscalização.

Receita Federal publica exoneração de mais 5 funcionários

Tudo o que sabemos sobre:
Receita Federalautuações2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.