Receita apreende 176 t de produtos piratas

Um total de 12 contêineres, contendo 176 toneladas de brinquedos, pilhas, mochilas, bolas e relógios fabricados sem autorização dos detentores das marcas e, portanto, tidos como piratas, foram apreendidos pela Receita Federal, graças a operação desencadeada pela Alfândega do Porto de Santos. A mercadoria, que se encontrava no interior dos navios Nedloyd Surat e Mol São Paulo, foi avaliada em R$ 3 milhões. Segundo informou a inspetora da Alfândega, Diva Alves Kodama, os produtos violavam marcas registradas de Maurício de Sousa, Sandy & Júnior, Pênalti, Duracell, Matell, Hang Loose, Bad Boy, Technos, Citizen, Guess, Rolex, Nike e Singer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.