Rebelo promete para dia 5 primeira votação da Previdência

O líder do governo na Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), informou que o governo colocará a Lei de Falências em votação na próxima terça-feira, dia 29, e que no dia 5 de agosto será votado em primeiro turno pelo plenário o relatório da reforma da Previdência. Ele deu essas informações após o término da reunião com o ministro da Casa Civil, José Dirceu, e o colégio de vice-líderes da base aliada. Segundo Rebelo, na quarta, quinta e sexta-feiras da próxima semana será discutido o relatório do deputado José Pimentel (PT-CE). Ao definir essa estratégia, o governo acenou também com a possibilidade de abrir negociações para alterar o subteto do Judiciário e o dispositivo relativo às pensões, segundo informou o deputado Vicente Cascione (PTB-SP), que participou da reunião. SubtetoDe acordo com ele, uma das alternativas em discussão, depois de feitas as contas, seria antecipar a fixação de um subteto do Judiciário que está sendo examinado pelo Supremo Tribunal Federal. Numa forma de atender parcialmente aos juízes, o governo poderia elevar o subteto dos 75% para 90%, desde que esse porcentual se aplique ao salário base do Judiciário, sem incluir as incorporações. A idéia, segundo Cascione, também é examinar a situação dos pensionistas, mas a discussão sobre o assunto ainda será aberta. O ministro José Dirceu deixou a Câmara sem dar entrevista. Aldo Rebelo informou também que durante a reunião foi feita uma avaliação do relatório Pimentel e a possiblidade de aprovar a proposta no plenário com o apoio unificado da base. Segundo ele, em nenhum momento o ministro pediu que os partidos aliados não apresentassem destaques para modificar o texto em plenário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.