Rebelo negocia apoio da oposição para votações

O ministro da Coordenação Política, Aldo Rebelo, disse, depois de se reunir com o líder do PFL no Senado, José Agripino (RN), que está conversando com a oposição sobre a votação de projetos de interesse nacional como a Lei de Falências, da Biossegurança e o que trata da Pareceria público-privada (PPP). "Não pedi compromisso quanto ao mérito mas conversamos sobre o interesse nacional em torno dos projetos", afirmou o ministro, mostrando-se otimista em relação aos desdobramentos das conversas políticas. Especificamente sobre a Lei de Biossegurança, ele disse que o País terá uma lei "a altura de seus desafios". "Tudo será votado dentro do tempo necessário e será aprovado um projeto dentro da expectativa da sociedade brasileira", afirmou. Indagado se aproveitará o encontro, às 15h30, com o presidente da Câmara, João Paulo Cunha, para conversar sobre a possibilidade de a emenda principal, permitindo a reeleição dos presidentes da Câmara e do Senado, ser incluída na pauta, o ministro disse que não tratará do assunto. O substitutivo foi rejeitado pelo plenário na semana passada. "Eu não creio que serei consultado sobre matéria que eu não tenha qualquer influência. O governo vai manter a posição adotada até agora, de não se envolver na discussão", afirmou. Logo depois, o ministro se reuniu com o líder do PSDB no Senado, Artur Vírgilio (AM).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.