Reajuste dos servidores será entre 10% e 29%

O Ministério do Planejamento anunciou hoje uma nova proposta de reajuste salarial para os servidores públicos civis federais. Não haverá um aumento linear para toda categoria. Pela proposta, o reajuste será diferenciado, variando de 10,79% para os professores de segundo grau a 29,38% para o pessoal da área de seguridade social (saúde, educação, trabalho e previdência). O aumento vai atingir 905 mil do total de 1,1 milhão de servidores públicos civis da ativa e inativa do Executivo.O Orçamento da União de 2004 prevê R$ 84 bilhões para gastos com pessoal, dos quais R$ 1,5 bilhão já estavam reservados o reajuste salarial. ?O aumento diferenciado vai beneficiar as categorias que têm os menores salários e os menores reajustes ao longo dos últimos anos?, disse o secretário de Recursos Humanos, Sérgio Mendonça. Ele garante que todos os índices para os servidores da ativa estão acima da inflação do ano passado, que foi de 9,3%.Os sindicatos dos servidores públicos não gostaram da proposta, principalmente porque o aumento para os aposentados não será igual ao dos servidores da ativa. Eles querem que o governo amplie a verba prevista no orçamento para pagar os reajustes. A assessoria do Ministério do Planejamento informou que na próxima sexta-feira o secretário Sérgio Mendonça voltará a se reunir com os representantes dos servidores para discutir a proposta e dar uma resposta sobre eventual suplementação de verbas para um reajuste maior para os aposentados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.