Raupp lamenta morte e espera que PSB continue na disputa

O presidente nacional do PMDB, Valdir Raupp (RO), que compõe a chapa de Dilma Rousseff e é concorrente do PSB na eleição presidencial, afirmou na tarde desta quarta-feira, 13, que torce para que, após a morte de Eduardo Campos, a chapa PSB/Rede continue na disputa presidencial.

VINICIUS NEDER, Estadão Conteúdo

13 de agosto de 2014 | 16h53

"Esperamos que eles possam encontrar um caminho para que a democracia brasileira continue fortalecida com a disputa da chapa de Eduardo", disse. O parlamentar não comentou a possibilidade de Marina Silva assumir como cabeça de chapa.

Para o senador, o falecimento de Campos é uma perda irreparável para o povo brasileiro. "Nesse momento só nos resta externar os nossos mais profundos sentimentos", afirmou. Raupp destacou as qualidades e a maturidade do político pernambucano. "Era um candidato competitivo, com boas propostas para o País, um político experiente, apesar de jovem", disse.

Pezão

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, declarou em nota divulgada na tarde desta quarta-feira que, com a morte de Eduardo Campos, o País perde um "homem honrado e sempre atento às demandas sociais do povo brasileiro". Campos faleceu em acidente aéreo em Santos, no litoral paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.