Raupp lamenta morte e espera que PSB continue na disputa

O presidente nacional do PMDB, Valdir Raupp (RO), que compõe a chapa de Dilma Rousseff e é concorrente do PSB na eleição presidencial, afirmou na tarde desta quarta-feira, 13, que torce para que, após a morte de Eduardo Campos, a chapa PSB/Rede continue na disputa presidencial.

VINICIUS NEDER, Estadão Conteúdo

13 de agosto de 2014 | 16h53

"Esperamos que eles possam encontrar um caminho para que a democracia brasileira continue fortalecida com a disputa da chapa de Eduardo", disse. O parlamentar não comentou a possibilidade de Marina Silva assumir como cabeça de chapa.

Para o senador, o falecimento de Campos é uma perda irreparável para o povo brasileiro. "Nesse momento só nos resta externar os nossos mais profundos sentimentos", afirmou. Raupp destacou as qualidades e a maturidade do político pernambucano. "Era um candidato competitivo, com boas propostas para o País, um político experiente, apesar de jovem", disse.

Pezão

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, declarou em nota divulgada na tarde desta quarta-feira que, com a morte de Eduardo Campos, o País perde um "homem honrado e sempre atento às demandas sociais do povo brasileiro". Campos faleceu em acidente aéreo em Santos, no litoral paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.