Raupp justifica exclusão de Sarney de propaganda

O presidente do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), tentou explicar hoje os motivos que levaram o presidente do Senado e o líder do partido na Casa, senadores José Sarney (AP) e Renan Calheiros (AL), a serem excluídos do programa televisivo do partido e das inserções veiculadas no horário gratuito neste início de ano. Segundo Raupp, Sarney e Calheiros não participaram dessas gravações porque o partido decidiu priorizar os pré-candidatos às eleições municipais.

ROSA COSTA, Agência Estado

22 de fevereiro de 2012 | 19h02

Raupp negou a informação de que Sarney e Renan tinham sido excluídos para atender a uma orientação de marqueteiros, interessados em distanciar a imagem do PMDB desses dois parlamentares. No programa exibido no dia 9 de janeiro, participaram o vice-presidente da República, Michel Temer; o líder do partido na Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (RN); os senadores Eunício Oliveira (CE), Eduardo Braga (AM) e Luiz Henrique (SC), além do pré-candidato à prefeitura de São Paulo, Gabriel Chalita, entre outros.

"Tínhamos de priorizar outros nomes e o tempo é muito curto", alegou, referindo-se ao tempo de dez minutos do programa completo e às inserções de 30 segundos na TV. Raupp argumentou que Sarney e Renan apareceram nos programas institucionais do ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
PMDBpropagandaSarneyCalheiros

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.