Ratinho Jr. terá de responder a processo no STF

A 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu por unanimidade receber denúncia da Procuradoria Geral da República contra o deputado federal Carlos Roberto Massa Júnior, o Ratinho Junior (PSC-PR). O parlamentar será réu em processo por suposta falsidade ideológica na prestação de contas das eleições de 2002.

BEATRIZ BULLA, Estadão Conteúdo

12 de agosto de 2014 | 17h53

A PGR considerou que o parlamentar omitiu valores na estimativa de receitas em prestação de contas, quando Ratinho Junior era candidato a deputado estadual no Paraná. A defesa do deputado sustentou que a prestação de contas foi realizada de forma legítima, no montante de R$ 960 mil, e afirmou que os valores movimentados em contas bancárias e indicados pela procuradoria corresponderiam a "fração do todo". No entanto, por unanimidade, os ministros da 1ª Turma decidiram receber a denúncia. A partir de agora, o deputado vira réu na casa e terá oportunidade de apresentar defesa antes de ser julgado no STF.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.